Wizz Air lança vídeo intimando empresas aéreas a cortarem a Classe Executiva

A companhia aérea húngara Wizz Air tem sido incisiva em sua luta contra a existência da classe executiva, e agora foi ainda mais longe lançando um vídeo com uma campanha para envergonhar os passageiros e as empresas aéreas que utilizam a classe de negócios.

Avião Airbus A321XLR Wizz Air
A321XLR da Wizz Air – Concepção gráfica: Airbus

Os executivos do setor de companhias aéreas estão percebendo que precisam lidar com as mudanças climáticas, e alguns estão tomando ações práticas, como a KLM incentivando as pessoas a pegar trens para viagens mais curtas.

Além disso, também há algumas companhias aéreas que fazem isso de uma maneira que deixa em dúvida o real interesse, como no caso dos comentários do CEO da Lufthansa, que afirmou que as empresas que vendem passagens muito baratas são “ecologicamente irresponsáveis” por criarem uma demanda extra de voos. Seria realmente uma preocupação ecológica, ou seria econômica pelo impacto das low-costs na receita?

De qualquer forma, os movimentos em favor da preocupação com o meio ambiente são crescentes na indústria aeronáutica, e a Wizz Air é a representante mais extrema.

O CEO da companhia disse que acha que a classe executiva deve ser proibida, porque a pegada de carbono é muito maior na classe executiva, e argumenta que a Wizz Air tem a menor pegada de carbono de qualquer companhia aérea da Europa.

A princípio, parecia que os comentários do CEO eram apenas pontuais, mas agora a companhia aérea criou um anúncio de mais de 60 segundos sobre o conceito.

Críticas abertas à classe executiva

Ontem, a Wizz Air publicou um vídeo no Twitter, marcando a British Airways, a Lufthansa e a Austrian Airlines, e dizendo “precisamos conversar”.

Veja a seguir o vídeo (em inglês):

Este é um anúncio realmente ousado. Eles estão classificando passageiros da classe executiva em um nível completamente diferente.

O anúncio começa dizendo aos passageiros da classe executiva das companhias aéreas tradicionais que a Wizz tem uma mensagem para eles. Inicialmente é apresentada a frase “Achamos que você está fazendo um grande…“, e na sequência, a próxima tela continua “…dano ao nosso planeta“.

Na sequência, a Wizz Air afirma que também gosta de voar e que se considera parte da economia de compartilhamento juntamente aos demais meios de transporte, desde que não utilizados de forma particular, como no caso de uma pessoa que utiliza sozinha seu carro.

Ao longo do vídeo, a empresa aérea vai mostrando que considera que o viajante de classe executiva não faz um bom uso do seu dinheiro, e que leva coisas demais a bordo em suas malas, aumentando a poluição ao meio ambiente.

Afirma que os passageiros da Wizz levam apenas o necessário e têm uma grande experiência de voo, enquanto os clientes das classes executivas das grandes companhias aéreas só as escolhem porque pensam que o legado delas importa.

Eles encerram o vídeo dizendo “A idade das viagens da velha escola acabou, assim como a classe executiva”.

O que você acha da campanha? Uma preocupação sincera com o meio ambiente, ou apenas um uso publicitário do assunto para desmerecer a concorrência?

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.