Zurich Airports pode sair da concessão de Confins se voos na Pampulha retornarem

A possibilidade de retorno das operações de voos interestaduais no Aeroporto da Pampulha poderá levar a Zurich Airport, sócia estrangeira no Aeroporto de Confins, a sair da concessão.




Em entrevista à imprensa, o CEO da Zurich Airport Latin America, Stefan Conrad, reiterou que diante da movimentação atual de passageiros a operação de dois aeroportos na região metropolitana de Belo Horizonte é inviável economicamente.

A indefinição em torno da situação do Aeroporto da Pampulha, segundo ele, já tem impedido o andamento de uma série de projetos da concessionária para o terminal.

Atualmente a BH Airport administra o aeroporto, que tem 49% das ações com a Infraero e 51% com a iniciativa privada. Desta parte privada, 75% são da CCR, 24% da Zurich Airport e 1% da Munich Airport.

O atual governador de Minas, Fernando Pimentel (PT), já sugeriu que o Aeroporto da Pampulha fosse administrado pela própria BH Airport. A situação iria “resolver” o déficit financeiro da Pampulha mas provavelmente não iria trazer nenhum voo ao aeroporto central.

A BH Airport por sua vez não demonstra interesse em assumir o Aeroporto da Pampulha, que hoje tem restrições para operar voos com aeronaves de grande porte: pousos apenas na cabeceira 13 próximo à Lagoa da Pampulha e apenas um procedimento para pouso via instrumentos nesta cabeceira.

Atualmente o que impede as companhias aéreas de operar na Pampulha é uma portaria do Ministério dos Transportes que limita os voos a destinos regionais, que provaram não serem lucrativos com a aventura da GOL em voar para São Paulo (Congonhas) com escala em Juiz de Fora (Zona da Mata): os voos tinham média de 30 assentos ocupados.

Outro ponto é a capacidade do terminal, que conta apenas com uma pequena lanchonete e a mesma estrutura de quando deixou de receber voos anos atrás. Por sua vez o novo governo de Romeu Zema sinalizou favoravelmente à reabertura do aeroporto, mas não citou investimentos ou detalhes de como isso seria feito.

O futuro Ministério da Infraestrutura (que irá incorporar o de Transportes) será liderado por Tarcísio Gomes, que não tocou no assunto da Pampulha ainda.

Com informações da Assessoria de Imprensa da BH Airport.




Belo Horizonte ganha voo diário da Azul para Campo Grande

Azul estuda abrir rota Belo Horizonte – Fort Lauderdale (Miami)

Azul torna regulares voos entre Belo Horizonte e Jericoacoara

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos